Google+ Followers

Google+ Badge

segunda-feira, 29 de junho de 2015

#MURO DE ARRIMO/CONTENÇÃO

Como primeiro passo é fundamental o acompanhamento de um técnico para definição e execução do projeto executivo, mas para melhor direcionar, passamos as seguintes informações básicas:

FATORES PARA ESCOLHA DO TIPO DE MURO 
(fatores a serem analisados para melhor definição na escolha):

*condições da fundação
*tipo de solo do aterro 
*disponibilidade de espaço e acessos 
*sobrecarga 
*altura do muro 
*custo dos materiais e recurso financeiro disponível 
*qualificação da mão-de-obra



Os muros de arrimo ou de gravidade são obras de contenção que têm a finalidade de restabelecer o equilíbrio da encosta, através de seu peso próprio, suportando os empuxos do maciço (Cunha, 1991). O atrito de sua base contra o solo deve ser suficiente para assegurar a estabilidade da obra e sua geometria trapezoidal destina-se a evitar o tombamento por rotação em torno da aresta externa da base. São indicados em situações de solicitações reduzidas já que, para atender a esforços elevados, passam a demandar maior espaço para a implantação da base e podem-se tornar economicamente inviáveis, pelo alto custo de sua execução. Exigem projetos específicos e, em função da complexidade de cada situação, poderão demandar a execução de estudos geotécnicos necessários à escolha e ao correto detalhamento da solução. Em boas condições de fundação, podem-se utilizar muros rígidos. Se a fundação pode deformar, é recomendável o uso de muros flexíveis.